segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Quanto tempo demora um processo de seleção II?

por Simoni Aquino
Fonte da imagem: Google Images

O artigo mais lido do Blog Além do RH é o Quanto tempo demora um processo de seleção?, desde 2012 esse texto é imbatível, recorde de leitura diária.
E mesmo assim, ainda tem gente que prefere me mandar mensagem fazendo perguntas cuja resposta está no texto... Acho que é mais fácil, mas prático e muito mais cômodo mandar uma mensagem para a blogueira perguntando, do que se dar ao trabalho de ler o texto e interpretar cada um dos parágrafos.

Ai eu fico refletindo: Esse tipo de atitude de comodismo justifica o fato de existir tantos profissionais desempregados!

Será que o mercado de trabalho tolera profissionais acomodados que ao invés de ir em busca de uma leitura que irá lhe trazer respostas para suas dúvidas, preferem simplesmente perguntar? 

Ai fico me perguntando: Será que quem me mandou mensagem fazendo perguntas que o texto explica acharam mesmo que eu iria me dar ao trabalho de responder um e-mail desses? 

Gente preguiçosa não tem vez no mercado de trabalho!

Gente, isso é falta de bom senso! Acordem.... quer se recolocar? Tem um blog inteiro gratuitamente à disposição, basta não ter preguiça de ler e força de vontade de interpretar os textos.

Tenho todas os e-mails arquivados e hoje para escrever esse texto fui contar quantos e-mails recebi sobre perguntas sobre esse artigo sobre duração em processos seletivos: foram exatos 3759 mensagens em pouco mais de 4 anos, ou seja, aproximadamente 72 e-mails por dia fazendo as basicamente as perguntas abaixo:

1. Participei de um processo de seleção e ficaram de me dar retorno, você acha que devo ligar?
2. Participei de uma entrevista e a selecionadora disse que se fosse aprovado me ligaria até o dia 15, ou seja hoje, mas agora é meio-dia e ainda não me ligaram, o que faço?
3. Participei de uma entrevista há uma semana e ficaram de me ligar na próxima semana, você acha que devo ligar pedindo uma posição?
4. Quanto tempo demora um processo de seleção? (Por razões óbvias, essa sempre foi um soco no meu estômago!)
5. Entreguei meus documentos, fiz o exame admissional e até agora não me ligaram para iniciar. O que devo fazer?
6. Participei de uma entrevista, não me retornaram mas a vaga ainda está em aberto, você acha que fui reprovado? O que devo fazer?

Ai você pode me dizer: - Mas Simoni, as pessoas confiam no que você diz! Discordo, isso não é confiança, isso é puro comodismo e uma baita preguiça!

Teve e-mail que nem ao menos dava um bom dia ou boa tarde... isso é uma questão de educação, ou seria de falta de educação? 
Oi? E por que eu deveria responder uma mensagem assim?

Se uma pessoa dessa precisa de um favor e não te dá nem um bom dia, antes de fazer uma pergunta, imagina se no cotidiano profissional essa pessoa dá um bom dia a um profissional de uma função mais básica? Acho que passa por cima, mas não dá um bom dia, né?

Isso sem contar os erros de português! 
Eu mesma não aprovo em entrevista candidatos que apresentem erros de português, por isso minhas seleções tem sempre uma redação. 
E na triagem do currículo, se o currículo tiver erro de português vai para a lixeira na hora, mesmo que seja um excelente profissional. Eu penso assim: se não tem cuidado com o português no currículo, imagina num e-mail ou num relatório?

Mas voltando as perguntas: Poxa, se as pessoas se dessem ao trabalho de ler o texto saberiam das respostas e não precisariam perder o seu tempo em me perguntar e não levantariam expectativas de terem seu e-mail respondido e não teriam se frustrado em perceberem que eu não as responderiam, pois as respostas estão contempladas no texto.

Bom senso é a palavra de ordem no mercado de trabalho!
Se falta bom senso por parte de alguns profissionais de RH em não cumprir o que prometeu durante a entrevista, falta muito bom senso por parte dos profissionais em busca de recolocação. O mínimo que o mercado de trabalho e as empresas buscam de profissionais é que não sejam acomodados, que gostem de se manter atualizados, que não queiram tudo mastigado e na mão, que corram atrás de informação e que sejam solucionadores de problemas e que não se tornem mais um causador de problemas.

E profissionais acomodados, que preferem perguntar do que correr atrás de informações que estejam ao alcance de suas mãos passa a impressão de um causador de problemas, de um perguntador. E não de alguém de trará soluções para as empresas.

Então vamos às respostas para as perguntas acima:

1. Não, se não passou o prazo fornecido pelo selecionador.
2. Se a selecionadora deu um prazo para ligar até o dia 15, espere até as 18hs, quando termina o expediente de um RH.
3. Não. E nem vou me dar ao trabalho de explicar.
4. Leia o texto.
5. Dependendo do combinado entre o RH e você, aguarde o contato da empresa até a data combinada. Caso não haja retorno por parte da empresa, ligue para o selecionador e pergunte a "ele", que é o único capaz de lhe explicar o que está acontecendo.
6. Se não te retornaram e a vaga ainda está aberta, pode ter ocorrido de você não ter sido aprovado e a empresa continua buscando candidatos. Você deve superar e ir em busca de outras oportunidades.

Os candidatos que passaram por processo seletivo comigo sabem bem, eu combino uma data para ligar aos aprovados, para aqueles que eu não ligar, automaticamente podem compreender que foram reprovados. Mas isso eu explico detalhadamente antes de iniciar o processo seletivo e aceita essas condições quem quer.
Houve processos que eu não cumpri a data, pois o gestor requisitante ainda não havia me retornado com o seu parecer, nestes casos, o candidato ligava pedindo uma posição e eu informava o ocorrido. Muitas vezes, isso acontece e foge ao controle do RH, pois depois que o processo está na mão do requisitante, fica por conta dele a decisão.

E quando o processo finaliza completamente, ou seja, quando o candidato aprovado iniciou suas atividades, eu envio um e-mail comunicando a reprovação e agradecendo a confiança e explicando que o processo fica por um prazo de 12 meses em meu Banco de Talentos.

Todos os meus processos seletivos são dessa forma, procuro sempre ser muito transparente. Agora, não adianta reclamar comigo sobre a postura de outros profissionais de seleção, pois também não concordo com muito do que alguns colegas de RH fazem com os candidatos, mas não tenho o poder de mudá-los, só digo que ninguém está imune a ficar desempregado e algumas pessoas são vão sentir quando passarem pela mesma situação.

Gente, que está desempregado é você e não o selecionador. Então, faça a sua parte em conhecer mais sobre o mercado de trabalho, se profundar em como é um processo seletivo, em elaborar um currículo bem feito, em estudar sobre o comportamento adequado em processos seletivos e suas diversas etapas. Isso tudo o ajudará a se diferenciar de seus concorrentes, pois nem todo mundo acha que isso serve para alguma coisa e como diz o ditado:
"Enquanto uns choram, outros vendem lenços."

E fica uma dica essencial: não é porque você foi aprovado numa etapa de um processo de seleção que você deve parar de buscar recolocação. Isso é um erro muito cometido.
Passar no processo de seleção, independente de qual etapa for, não é garantia de que você está empregado. Lembre-se que você ainda pode ser reprovado no exame médico admissional.

O que quero dizer com isso? Você só está empregado quando a empresa lhe devolver a sua carteira profissional assinada e lhe der o contrato para assinar, até isso acontecer, muita coisa pode acontecer. Então, continue buscando oportunidades, continue mandando currículos e se for convidado para um a entrevista, não perca a oportunidade.

Bom, é isso!
Sucesso e até a próxima!

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Por gentileza, antes de comentar leia nossos Termos de Uso, pois dependendo do conteúdo de sua mensagem ela poderá não ser respondida ou liberada.

Conto com a sua compreensão,

Simoni Aquino
Idealizadora e escritora do Blog Além do RH

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...